Em Sáfara buscamos evocar o imaginário das raízes de nossa estirpe, para recriar através da dança o germe e o elo ancestral que nos liga à terra: sons, vozes, cheiros, tatos, paisagens, sabores, entes e imagens.” (Denilto Gomes)

Ficha Técnica

Criação Cênica e Direção: Denilto Gomes
Dançarinos: Emilie Sugai, Marilda Alface, Patricia Noronha, Denilto Gomes, José Maria Carvalho, Marco Xavier
Criação da Trilha Sonora: Mitar Subotic (Suba)
Fotos: Gil Grossi – cedidas do arquivo pessoal de Andreia Nhur e Janice Vieira

Assita a um trecho do espetáculo

→ Leia também: “Para Denilto”

Na imprensa

Denilto joga alfafa em sua dança Folha de São Paulo, 2 de novembro de 1992.
Um ritual da terra entre fardos de alfafa O Estado de S. Paulo, 5 de novembro de 1992.